Congresso Internacional 2017

WEB_BANNERTIT3_PT

Apresentação

O Congresso Internacional sobre “Gestão e Conservação do Lobo no Norte de América e Europa. Um conflito sem resolver” a levar a cabo no Centro do Lobo Ibérico de Castela e Leão (Robledo de Sanabria – Espanha) é um evento organizado pela Junta de Castela e Leão, a Fundação Património Natural de Castela e Leão e as Universidades de León (Espanha), Federico II di Napoli (Italia) e Trás-os-Montes e Alto Douro (Portugal) juntamente com a colaboração de WAVES Espanha e o Ministério da Agricultura e Pesca, Alimentação e Meio Ambiente.

Realiza-se entre os dias 20-23 de Abril de 2017.

Pretendemos que seja um fórum excelente de discussão para todas aquelas pessoas interessadas no lobo, espécie emblemática em todo o mundo.

Com o programa preliminar os incentivamos a participar neste congresso, presentando comunicações orais ou pósters no âmbito das temáticas científicas que integram o mesmo. Se o considerais conveniente, podeis divulgar o mesmo entre os vossos colegas e colaboradores contribuindo para que o Congresso seja um êxito como desejamos e estamos empenhados para isso.

Aguardamos a vossa presença em Robledo de Sanabria.

Organizado por:

Colaboram:


Programa

A última atualização do programa científico do congresso pode descarregar-se no seguinte link:

 Programa (PDF)

O programa social para os acompanhantes está disponível no seguinte link: Programa acompanhantes (PDF)

O programa está sujeito a alterações pelo que a organização do congresso poderá realizar as modificações de horário e estrutura do mesmo que julgue pertinentes..

Oradores

Este congresso reúne figuras de renome internacional e nacional de grande relevância. A seguir, apresenta-se um breve resumo do seu currículo.

Dr. L. David Mech. U.S. Geological Survey (USA).

L. David Mech (“Dave”) é investigador científico principal no Instituto Geológico estadunidense e professor adjunto da Universidade de Minnesota. Licenciado pela Universidade de Cornell, Dave é doutorado e doutor honorífico pela Universidade de Purdue. Há publicado cerca de 450 artigos e 11 livros.

Dave tem estudado os lobos em Minesota, Isle Royale, Alasca, Yellowstone, ilha Ellesmere, no Canadá. Presidiou o Grupo de especialistas do lobo da IUCN (União Internacional para a conservação da natureza) desde 1978 até 2013 e é fundador e vice-presidente do Centro Internacional do lobo (www.wolf.org).

Dr. Djuro Huber. Universidade de Zagreb (Croatia).

Desde 1981 o Dr. Djuro Huber dedica os seus estudos ao urso pardo na Croácia, ampliando este estudo, em 1996, para o projeto de “estudo de grandes carnívoros na Croácia”, o qual inclui o urso, o lobo e o lince. Adicionalmente à radiotelemetria, muitos aspetos da morfologia, fisiologia, nutrição e genética são incluídos na investigação. Até a data tem realizado 18 diferentes projetos e publicado 165 artigos científicos. É membro de todas as organizações profissionais relevantes nacionais e internacionais, tais como IUCN SSGs for Bears, Canids, and Veterinary Medicine, International Association for Bear Research and Management, Large Carnivore Initiative for Europe, Wildlife Disease Association. Djuro Huber é atualmente professor emérito no Departamento de Biologia da Faculdade de Veterinária de Zagreb.

Dr. Andrea Amici. Universidade de Tuscia (Italia)

O Dr. Andrea Amici é professor universitário desde 1986. A sua investigação tem incidido sobre aspetos da produção animal, criação de gado, em relação às condições de cultura. Há mais de quinze anos que tem vindo a centrar as suas atividades no campo da vida selvagem.

Nos últimos vinte anos tem ministrado cursos em: anatomia, fisiologia e morfologia de animais domésticos, técnicas de cria integral na produção de animais, impacto ambiental das explorações pecuárias, planificação e gestão dos sistemas pecuários e, em animais selvagens monitorização ambiental e certificação, entre muitos outros temas.

Atualmente é coordenador do Observatório para o Estudo e a Gestão da fauna selvagem e é autor de mais de 150 obras impressas nas principais revistas italianas e estrangeiras.

Dr. Shannon Barber-Meyer. U.S. Geological Survey (USA). (EEUU)

A Drª Shannon Barber-Meyer é bióloga investigadora da fauna selvagem na USGS (United States Geological Survey) envolvida no Projeto do Lobo – Veado implementado na Superior National Forest (Minnesota, USA) junto com o Dr. L. David Mech.

Anteriormente a sua incorporação na USGS deu aulas a estudantes de pós-graduação no Parque Nacional do Grand Teton, estudou a conservação do tigre em Ásia, as populações de pinguim imperador na Antártica e a mortalidade de crias de alce no Parque Nacional de Yellowstone e colaborou na reintrodução lobos cinzentos mexicanos no sudoeste dos Estados Unidos.

D. José Angel Arranz Sanz. Diretor Geral do Meio Natural. Junta de Castilla y León. (España)

Engenheiro Florestal pela Universidade Politécnica de Madrid, desde o ano de 1990 tem trabalhado na Administração regional de Castela-Leão como responsável de diversas áreas relacionadas com a conservação e gestão de espaços naturais e espécies protegidas.

Nos últimos 9 anos, como Diretor Geral, é responsável da gestão do lobo em Castela e Leão, colaborando e impulsionando o Plano de gestão da espécie na região e a sua recente revisão. Forma parte de numerosos órgãos colegiados (ordens) e de assessoria em matéria de conservação da natureza e de Parques Nacionais.

D. Miguel Aymerich Huyghues-Despointes. Subirector Geral do Ambiente do Ministério da Agricultura e Pescas, Alimentação e Ambiente. (Espanha)

Licenciatura em Biologia pela Universidade Complutense de Madrid em 1980.

Seu início como um treinador têm sido principalmente no Parque Nacional Donana, 1986-1988. Então 1988-1996 ele pertencia à ICONA fazendo gestão de exercício e conservação de áreas naturais.

Perito nacional no seio da Comissão Europeia a partir de 1996 a 1999, estacionado na Unidade de Biodiversidade. Desde 2000, até hoje, Vice-Diretor de Meio Ambiente do MAPAMA (Ministério da Agricultura).

D. Francisco Javier Muñoz Jiménez. Coordenador de Serviços da Direção Geral do Meio Natural. Junta de Castilla y León. (España)

Engenheiro Florestal pela Universidade Politécnica de Madrid (1983) formando parte da Administração Pública dos Engenheiros Florestais do Estado a partir de 1985, trabalhando desde o ano de 1986 na Administração Regional de Castela e Leão como funcionário do Corpo Facultativo Superior (Engenharia Florestal).

Foi Diretor dos serviços de caça e pesca da Direção-Geral do Ambiente e Diretor do Plano Florestal de Castela e Leão. Também exerceu funções como membro na redação de documentos dos projetos, tais como: Lei de Caça, Lei das Pescas, Lei de Montes e Lei do Património Natural de Castela e Leão. Atualmente é Coordenador do Plano de Gestão e Conservação do lobo em Castela e Leão e, desde o ano de 2011, ocupa o cargo de Coordenador dos Serviços da Direção Geral do Meio Natural da mesma região.

Dr. Francisco Petrucci-Fonseca. Universidade de Lisboa. (Portugal)

Licenciado em Biologia e Doutorado em Ecologia e Sistemática pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. As suas principais áreas de investigação incluem a ecologia e a conservação do lobo-ibérico, sendo do seu especial interesse a ecologia da espécie nas relações de predador-presa (domésticas e salvagens), o impacto das vias de comunicação sobre a fragmentação do habitat e a mortalidade da espécie. Também tem trabalhado sobre a demografia e a dinâmica das populações do lobo, e utilizado a genética molecular como método não invasivo nos estudos de ecologia de mamíferos.

Tem-se debruçado, através da análise SIG, na avaliação da idoneidade do habitat (lobo/veado) e posto em prática medidas de conservação com base na recuperação de antigas técnicas de proteção dos rebanhos frente aos predadores bem como através da investigação de outras novas técnicas. O estudo da relação homem-lobo e o desenvolvimento de programas de educação ambiental constituem também temas do seu interesse e atuação.

Dr. Juan Carlos Blanco Gutiérrez. (España)

Doutor em Biologia, com 26 anos de experiência profissional em Ecologia Animal e Conservação da Natureza. Formou-se no Museu Nacional de Ciências Naturais e na Estação Biológica de Doñana (CSIC). Desde 1995 é consultor independente colaborando com as administrações públicas, centros de investigação e organismos de conservação.

Dirigiu um estudo ao nível nacional sobre o lobo (Canis lupus) com a participação de 18 profissionais e tem participado em vários projetos de inventariação e conservação do urso (Ursus arctos) na Cordilheira Cantâbrica, e sobre o lince (Lynx pardinus) em Extremadura. Na atualidade é coordenador da Estratégia Nacional para a Conservação do lobo do Ministério de Agricultura e Pesca, Alimentação e Meio-Ambiente e responsável científico do projeto Life Coex, que a União Europeia realiza com a Junta de Castela e Leão. Tem dedicado grande parte da sua vida profissional ao estudo e gestão do lobo em Espanha. Dirigiu o primeiro censo nacional da espécie em 1987 e 1988, promovido pelo ICONA, e também o censo realizado em Castela e Leão em 2000 e 2001. Tem assessorado sobre temas do lobo e grandes carnívoros ao Conselho de Europa, à União Europeia e ao Ministério do Meio Ambiente francês.

D. Mario Sáenz de Buruaga. Director Consultora de Recursos Naturales. Navarra (España)

Biólogo que faz parte de uma geração de gestores e investigadores cinegéticos que contribuíram para a “decolagem científica” da matéria em nosso país. Dirige a “Consultora de Recursos Naturais”, uma das mais antigas consultoras ambientais de Espanha, fundada há 25 anos, uma empresa que tem coordenado o último censo do lobo realizado pela Junta de Castela e Leão (2013-2014).

Tem vindo a trabalhar com espécies de caça menor e maior e com espécies não cinegéticas como o urso pardo e a abetarda. Em qualquer caso, o trabalho que realiza e coordena não se limita à espécie, mas antes a um amplo elenco da investigação e gestão ambiental (Planos da Rede Natura, linhas elétricas e aves, monitorização ambiental, etc.)

Dr. Luis Llaneza Rodríguez. Consultor ambiental, Asesores de Recursos Naturales ARENA S.L. (España)

Luis Llaneza tem estudado os lobos desde finais dos anos 80, começando a sua carreira profissional em 1992. Tem realizado seguimentos e numerosos trabalhos sobre a espécie em Astúrias, Galiza, Castela e Leão, Parque Nacional dos Picos de Europa, Extremadura e Castela-La Mancha. Nos últimos anos, está a desenvolver um trabalho de pesquisa abrangente sobre lobos em ambientes humanizados. Coopera, assim mesmo, em várias linhas de trabalho direcionadas a melhorar e otimizar as metodologias de monitorização dos lobos. A coexistência homem-lobo, e o conflito gerado, é uma das questões-chave em suas linhas de trabalho.

D. Jesús Palacios Alberti. Chefe de Secção de Espaços Naturais de Zamora da la Junta de Castilla y León. (España)

Engenheiro Florestal pela Universidade Politécnica de Madrid. Técnico Superior da Junta de Castela e Leão onde ocupa o cargo de Chefe da Seção de Espaços Naturais e Espécies Protegidas de Zamora. Foi Diretor Técnico da Reserva Nacional de caça da Serra da Culebra entre 1984 e 1994 e da Reserva das Lagunas de Villafáfila (1986-1994).

Atualmente é Diretor-conservador do Parque Natural do Lago de Sanabria e proximidades, desde o ano de 1994, e responsável do Centro do Lobo Ibérico de Castela e Leão. É membro fundador da organização WAVES.

Dr. Vicente González Eguren. Universidade de León. (España)

Doutor em Veterinária. Professor Titular do Departamento de Produção Animal da Faculdade de Veterinária de León desde 1990. Tem realizado numerosas conferências em fóruns nacionais e internacionais relacionadas com a vida selvagem, o ambiente e a pecuária. Diretor de três mestrados universitários, dois dos quais internacionais, relacionados com a vida selvagem. Participou em cerca de quinze projetos de investigação relacionados com a produção animal e a fauna selvagem e é o autor de mais de quarenta publicações em revistas nacionais e internacionais. Foi presidente da Waves no período de 2003-2010. Atualmente é Presidente da Sociedade Canina Leonesa, membro da Academia de Ciências Veterinárias de Castela e Leão e representante da Universidade de Leão na Comissão de Acompanhamento do Plano de Conservação e gestão do Lobo em Castela e Leão.

D. Pablo Santos Redín. Técnico da Secção de Espaços Naturais de Zamora. (España)

Licenciatura em Biologia pela Universidade de Navarra (1997), Mestrado em Gestão e Conservação da Fauna selvagem (2000) e auxiliar veterinário (2014) pela Universidade de León. Trabalha desde 1999 no Serviço Territorial do Meio Ambiente de Zamora da Junta de Castela y Leão e como técnico da Seção de Áreas Naturais e espécies protegidas desde 2003. Autor de vários artigos e publicações de divulgação e de carater técnico relacionadas com a conservação e gestão da fauna ameaça e áreas naturais protegidas, destacando recentemente o documento “conservação da fauna na Rede Natura 2000 de Castela e Leão” (2014).

Sócio da Waves, desde 1999, tem participado ativamente na organização de vários congressos, simpósios e outros eventos formativos, passando em 2010 a fazer parte do Conselho Diretivo como vice-presidente. Atualmente compagina a sua atividade profissional com a gestão de um projeto de criação de aves de rapina em cativeiro e o anilhamento científico de aves.

D. Carlos Sanz García. Carlos Sanz Producciones S.L. (España)

Licenciado em Biologia. Possui mais de 40 anos de experiência na criação, manutenção e gestão de animais selvagens, em particular do lobo ibérico, sendo um fotógrafo naturalista de renome, que tem escrito numerosos artigos, realizado vários audiovisuais e publicado milhares de fotografias em multitude de brochuras, revistas, livros, enciclopédias, páginas web e software, sempre sobre temas relacionados com a divulgação e a conservação da Natureza e o Meio Ambiente. Seu prestígio está demonstrado em múltiplos eventos documentais e maneio das espécies desde “O Homem e a Terra”, no qual colaborou com o Dr. Félix Rodríguez de la Fuente.

Dª. Silvia Martín Ferrero. ILEX2003 Consultora Ambiental S.L. (España)

Licenciatura em Ciências Veterinárias e Mestrado Internacional em Gestão e Conservação da Fauna pela Universidade de León. Tem trabalhado com alcateias de lobos em estado natural por mais de 7 anos assim como no CRAS de Villaralbo (Zamora) e no centro do lobo de Castela e Leão, onde é a responsável pela equipa veterinária. Vem trabalhando com o Serviço de Proteção da Natureza, com a Junta de Castela e Leão em algumas intoxicações do lobo em estado selvagem. Participou em congressos e simpósios internacionais da fauna selvagem com palestras e comunicações orais.

D. Tomás Yanes Martínez. ILEX2003 Consultora Ambiental S.L. (España)

Consultor ambiental e Especialista em Gestão e Conservação do lobo-ibérico pela Universidade de León. Tem participado em cursos e jornadas do lobo-ibérico e da fauna selvagem durante os últimos anos. Possui experiência de 5 anos trabalhando com alcateias de lobos e outras espécies silvestres no CRAS de Villaralbo (Zamora).

Comités

Comité de Honra

ATOS PROTOCOLARES, INAUGURAÇÃO E ENCERRAMENTO

  • Presidente: Excmo. Sr. D. Juan Carlos Suárez Quiñones y Fernández. Assessor do Desenvolvimento e do Ambiente da Junta de Castilla y León.
  • Vice-presidente: Excmo. Dr. D. Juan Francisco García Marín. Reitor da Universidade de León.
  • Membros
    • Ilmo. Sr. D. José Ángel Arranz Sanz. Diretor Geral do Meio Natural da Junta de Castilla y León.
    • Ilmo. Sr. D. Miguel Aymerich Huyghues-Despointes. Subdiretor Geral do Meio Natural do Ministério de Agricultura e Pesca, Alimentação e Meio Ambiente.
    • Ilmo. Sr. D. Jorge Llorente Cachorro. Diretor Geral de Produção Agropecuária e Infraestruturas Agrarias.
    • Ilmo. Sr. D. Agustín Álvarez Nogal. Diretor Geral de Saúde Pública da Junta de Castilla y León..
    • Ilmo. Sr. D. Alberto de Castro Cañibano. Delegado Territorial da Junta de Castilla y León de Zamora.
    • Sr. D. José Fernández Blanco. Presidente da Câmara de Puebla de Sanabria.
    • Sr. D. José Casto López Cañibano. Chefe do Serviço Territorial de Meio Ambiente de Zamora.
    • Dr. Eduardo Romero Nieto. Presidente da Fundação “Dr. Romero Nieto” (Museu da Fauna Salvagem em Valdehuesa).
    • Sr. D. Luciano Diez Diez, Presidente do Consselho da Ordem de Veterinários de Castilla y León.
    • Sr. D. Victorio Lobo Carnero. Presidente da Ordem de Veterinários de Zamora.
    • Sr. D. Cipriano García Rodríguez. Diretor Geral de Caja Rural de Zamora.
Comité Organizador

RESPONSÁVEIS ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO DO CONGRESSO

  • Presidente: D. Jesús Palacios Alberti. Chefe da Secção de Áreas Naturais da Junta de Castilla y León em Zamora.
  • Vice-presidente: Dr. D. Luigi Espósito. Universidade Federico II de Nápoles.
  • Membros
    • D. Javier Muñoz Jiménez. Coordenador de Serviços da Direção Geral do Meio Natural.
    • Dra. María Ángeles Pulgar Gutiérrez. Gerente da Universidade de León.
    • D. Feliciano Ferrero Freire. Secretário da Fundação Caja Rural de Zamora .
    • D. Agustín Noriega Sampayo. Técnico da Direção Geral do Meio Natural da Junta de Castilla y León.
    • D. Pablo Santos Redín. Técnico da Secção de Áreas Naturais de Zamora.
    • D. Antonio San Martín González. Técnico de Proteção Ambiental. S.T. Meio Ambiente de Zamora.
    • Dª Susana Mendoza Euba. Técnico de Proteção Ambiental. S.T. Meio Ambiente de Zamora.
    • Dª María José Rodríguez Ferrero. Técnica Fundação do Património Natural de Castilla y León.
    • D. Víctor Casas del Corral. Experto em Comunicação do Património.
    • D. Javier Merino Goyenechea. Comité Científico da WAVES Espanha.
Comité Científico

RESPONSÁVEL DA ADMISÃO, DE COMUNICAÇÕES E PÓSTERS

  • Presidente: Dr. D. Vicente González Eguren. Professor da Universidade de León.
  • Vice-presidente: Dra. Magdalena Vieira Pinto. Professora da Universidade de Trás-os-Montes y presidente de WAVES Internacional.
  • Membros
    • Dra. Ana Carvajal Urueña. Professora da Universidade de León.
    • Dr. Carlos Díez Valle. Comité Científico da WAVES Espanha.
    • D. José Emilio Yanes García. Professor da Universidade de Salamanca. Comité Científico da WAVES Espanha.
    • D. Mariano Rodríguez Alonso. Diretor da Reserva Natural das Lagunas de Villafáfila.
    • Dr. José Manuel Gonzalo Orden. Professor da Universidade de León.
    • D. Anthoni F. Anastasy. Comité Científico da WAVES USA.
    • Dra. Aurora Monzón. Professora da Universidade de Trás-os-Montes.

Comunicações/pósters

Para além das conferências plenárias e magistrais, poder-se-á apresentar comunicações orais e pósters.

Para que as contribuições enviadas sejam aceites, pelo menos um dos autores deve pagar a inscrição como participante e assistir ao congresso.

Blocos temáticos

Os aspetos a tratar incluem:

  • Bloco 1. Lobo e pecuária.
  • Bloco 2. Gestão e conservação do lobo. Problemática da espécie.
  • Bloco 3. O lobo como um recurso e catalisador para o território.
Datas chave
  • 15/02/2017 prazo alargado a 06/03/2017: último dia para enviar comunicações orais ou pósteres (abstract) (a pedido dos autores)
  • 15/03/2017: notificação de aceitação ou rejeição
  • 06/04/2017: último dia de registo, desde que ele não é completada capacidade
  • 20/04/2017: primeiro dia do congresso
  • 23/04/2017: último dia do congresso
Instruções para os autores

Neste congresso os trabalhos e pósters a enviar devem ter em consideração as seguintes instruções:

  • As línguas oficiais do congresso são o castelhano e o inglês. Todas as contribuições serão apresentadas em uma destas línguas.
  • Para que as contribuições enviadas sejam aceites, pelo menos um dos autores deve pagar a inscrição como participante e assistir ao congresso.
  • A inscrição no congresso da direito ao envio de um máximo de 2 trabalhos por cada autor o coautor.
  • Todos os autores (oral e de póster) deveram apresentar um resumo ou abstract em inglês com um máximo de 300 palavras do seu trabalho.
  • O trabalho pode ser enviado em formato WORD (em concordância com as instruções que figuram a continuação). O tamanho máximo do ficheiro é de 1,5 MB.
  • Todas as comunicações serão enviadas eletronicamente através de um enlace personalizado, que será facilitado despois de haver realizado a inscrição.
  • Todo o material que for enviado para apresentação deve ser original e não ter sido publicado com anterioridade ou não estar baixo processo de revisão. Os autores são responsáveis do material que eles enviam.
  • As comunicações aceitadas serão publicadas pelo menos em formato digital no Livro de Resumos do Congresso.
Comunicações orais

Os trabalhos a enviar seguirão o seguinte formato (o modelo do formato cumpre todos los requisitos necessários:

  • Modelo de formato (WORD).
  • Tamanho de página A4.
  • Margens: Esquerda 2,5 cm; direita 2 cm; superior 2 cm; inferior 2 cm.
  • Tipo de letra: Times new roman 12 pt, exceto para o título (14 pt.) e as referências (10 pt).
  • Parágrafo: Espaçamento entre linhas simples e texto justificado.
  • Estenção: (Abstract) em inglês (máximo de 300 palavras).
  • O texto completo das comunicações orais (máximo de 1200 palavras) poderá ser enviado até 12 avril 2017.
Pósters

Os trabalhos a enviar em formato póster se prepararão com o seguinte formato:

  • Tamanho máximo de 120 cm. altura e 90 cm. largura.
  • Os pósters devem incluir um abstract em inglês com um máximo de 300 palavras.
  • A orientação deve ser vertical.
  • É responsabilidade do autor a colocação no painel designado.

Destinatários

O congresso vai dirigido especialmente a:

  • Profissionais do mundo da conservação e gestão do meio-ambiente.
  • Estudantes universitários.
  • Setores direta ou indiretamente relacionados com o lobo.
  • Qualquer outra pessoa ou coletivo interessado pela espécie.

Inscrição e datas chave

O aforo do salão de atos define o fim do prazo da matrícula, tendo-se em atenção a ordem de inscrição.

A inscrição ao congresso pode ser feita através do link denominado REGISTRO DE INSCRIÇÕES, localizado na parte superior direita desta página.

Para que as contribuições sejam aceites, pelo menos um dos autores deve pagar a inscrição como participante e assistir ao congresso. O preçário é o seguinte:

Taxa de inscrição.

Aviso importante: alguns procedimentos de registo já ter coberto a percentagem de lugares reservados para eles tinham. Apenas os seguintes modos estão disponíveis:

  • Socios Waves: 180,00 € (assentos esgotados)
  • Funcionarios e Guardas/auxiliares da JCyL: 180,00 €
  • Estudantes universitários: 180,00 € (assentos esgotados)
  • Especialista em Gestão e Conservação do Lobo Ibérico pela Univ. de León: 180,00 € (assentos esgotados)
  • Estándar: 260,00 €
  • Acompanhantes: 130,00 € (por razões de capacidade, será ajustado para o programa de acompanhamento)

			

If you are interested in registering for any of the sold out registration fees, you are welcomed to join a waiting list by email. If places become available, the participants on the waiting list wiil be called in an order based on the date of receipt of the emails.

To sign up for the waiting list, you must send an email to ilexconsultores@yahoo.es with the following information:

  • Subject:

    Waiting List Congress Wolf 2017

  • Text:

    First and last name; phone number; e-mail
    I would like you to contact me if there is any vacancy to attend the International Congress on "Wolf Management and Conservation in North America and Europe. An Unresolved Conflict" to be held at the Centro de Lobo (Robledo de Sanabria - Spain) between 20-23 April 2017.

O pago da taxa inclui:
  • Material didático.
  • Visita técnica à Serra da Culebra.
  • Livro de resumos do Congresso e outra informação relevante.
  • Gastos de manutenção (lunch e cafés para os dias 21 e 22 e comida de encerramento e cafés para o dia 23).
  • Disponibilidade de plataforma on-line (durante o Congresso) e de informação permanente de comunicações orais ou pósters apresentados.
  • Certificados de assistência (30 horas letivas – 3 créditos ECTS) e/ou de participação com comunicações orais e pósters. Os certificados estarão firmados pela Universidade de León, a Junta de Castela e Leão e Waves.

O preço indicado para os acompanhantes dá-lhes direito à receção de Benvinda, ao programa social e à comida de encerramento.

Forma de pagamento das taxas

Despois de haver realizado o registo da inscrição, deve realizar um ÚNICO PAGAMENTO (SÓ TRANSFERÊNCIA) na conta bancaria indicada.

Após efetuar a transferência bancaria, deve estar atento aos correios eletrónicos que enviemos, onde se irá proporcionar informação de como remitir as suas comunicações/pósters, modificar os seus dados ou solicitar reconhecimento de créditos ECTS caso assim o deseje.

Datas chave
  • 15/02/2017 prazo alargado a 06/03/2017: último dia para enviar comunicações orais ou pósteres (a pedido dos autores)
  • 15/03/2017: notificação de aceitação ou rejeição
  • 06/04/2017: último dia de registo, desde que ele não é completada capacidade
  • 20/04/2017: primeiro dia do congresso
  • 23/04/2017: último dia do congresso

Informação

Local de celebração

O congresso decorrerá no Centro do Lobo ibérico de Castela e Leão, em Robledo de Sanabria. Este Centro, gerido pela Fundação Património Natural dependente da Junta de Castela e Leão, está localizado muito perto de Puebla de Sanabria e encontra-se perfeitamente comunicado pela estrada. São proporcionados os dados da localização e da web do Centro para mais informação:

  • WEB: http://www.centrodellobo.es
  • 49393. Puebla de Sanabria. Zamora (ESPAÑA)
  • 980.567.638
  • centrodellobo@patrimonionatural.org
  • 41°59’43.6″N | 6°34’33.0″W

O acesso pela estrada ao Centro do Lobo Ibérico de Castilla y León realiza-se desde Puebla de Sanabria, tomando a estrada local ZA-921 em direção Ungilde.

Depois de passar esta localidade continuamos em direção à aldeia de Robledo de Sanabria, onde na mesma entrada encontraremos uma placa que nos dirige para o centro, localizado a cerca de 1.500 m.

Uma vez no estacionamento, continuar a pé por um caminho e uma passarela de madeira que leva à entrada principal do centro.

Possíveis alojamentos em Puebla de Sanabria

(Fonte: Portal Oficial de Turismo da JCyL)

HOTEIS Y RESIDENCIAIS

Enrimary
Hostal Carlos V
Hostal La Trucha
Hostal Raíces
Hostal San Francisco
Hostal Tribal
Hostal Residencia Victoria
Hostal Residencia Peamar
Los Perales
Parador

CASAS RURAIS, POUSADAS, HOTEIS RURAIS, POUSADAS REAIS

Casas Rurais

Cañada de la Bellosa
El Molino
La Carballa
Los Cabritos de Tomás
Morada del Lagar (Robledo)
Rincón de Florentino (Ungilde)
Villa Celia

Pousadas

Posada de Puebla De Sanabria

Hotéis Rurais

La Casuca Sanabresa
La Hoja de Roble
Tierra de Lobos

Posadas Reais

La Cartería
Las Misas
La Pascasia

Idioma oficial

Idiomas oficiais do congresso são o inglês e o espanhol. Existirá tradução simultânea inglês-espanhol-inglês para os assistentes ao congresso.

Certificados de assistência

Os certificados de assistência serão entregues a quem o tenha previamente solicitado, para todos aqueles assistentes registrados no Congresso, e a entrega dos mesmos será realizada durante o encerramento.

Colaboradores

Graças ao apoio de diversas instituições e empresas foi possível levar a cabo a organização deste congresso.

Colaboradores Institucionais

                                       

Patrocinadores

                                                      

Coordenação

      

Contato

Dados de contato